Franquia Franquia de tecnologia Tecnologia

10 motivos para abrir uma franquia de tecnologia

Geyvson Andrade
Escrito por Geyvson Andrade

Muitos empreendedores buscam abrir seu negócio de tecnologia, seja para sobreviver no mercado ou apenas por desejo próprio de crescer. No entanto, isso pode ser muito complicado, o que abre porta para outra opção: abrir uma franquia.

Para muitos, pode não ser uma opção tão atrativa, pois você acaba apenas seguindo um modelo já estabelecido e ainda presta contas com o franqueador. No entanto, isso não deve enganar o público quanto aos benefícios que o modelo traz.

Quer saber quais são? Então prossiga com a leitura do artigo e conheça os 10 motivos para abrir uma franquia de tecnologia!

10 motivos para abrir uma franquia de tecnologia

Afinal, o que pode se tornar motivo para abrir uma franquia de tecnologia? Bem, o investimento pode ser baixo (uma pode custar até R$ 4.500) e não necessariamente necessita de total entendimento da área.

Fora que é um setor atrativo, já que a tecnologia está em constante evolução. Aqui vão 10 motivos que lhe darão certeza de que o correto é abrir uma franquia de tecnologia!

Marca estabelecida 

Para começar, você aposta em um negócio que possui marca consolidada no mercado, o que já traz um público estabelecido. Muitos passos do plano de negócio são concluídos só por se tratar de uma franquia com renome.

Além disso, isso confere a você uma vantagem competitiva e confiança de bom retorno do investimento.

Investimento inicial baixo

Abrir uma franquia pode até ser caro naquelas de renome, como McDonald’s, mas em uma de tecnologia, pode ser bastante econômico. O custo de uma pode chegar a R$ 4.500, o valor mínimo, ainda contando com as vantagens de suporte do franqueador.

Isso permite até maior espaço para inovação, já que o risco de inovar não afeta tanto o franqueado e franqueador.

Modelo de negócios já consolidado

Um dos maiores riscos de abrir uma empresa própria é o fato de se lançar num mercado sem nenhuma prévia de sucesso do seu modelo. Esse risco é cortado no sistema de franquia, já que você adota um já testado.

É uma forma segura de empreender, sem necessitar da busca de aceitação do público a partir da estaca zero.

Plano de negócio pronto

Algo que pode ser um inferno para o empreendedor é definir quais aspectos e fatores que interferem no negócio. Uma franquia de tecnologia já costuma trabalhar com plano de negócio bem definido, com o franqueado apenas adotando para si.

No entanto, é importante acenar para o fato de que o empreendedor necessita adaptar ele para o seu contexto.

Suporte do franqueador

Ao adquirir o know-how de uma franquia, você adquire o conhecimento dele, por anos de experiência, mas também seu treinamento. O franqueador presta apoio na seleção e treinamento dos funcionários para operar o negócio.

Sua presença não se mantém apenas nessa fase inicial, prestando consultoria durante todo o tempo de vida da unidade de tecnologia.

Custos de operação menores

Sendo um modelo de negócios compartilhado entre diversas franquias, a divisão de custos acaba sendo menor, mesmo que indiretamente. Além disso, subprodutos e matéria-prima são obtidos de maneira mais barata que seria em negócio próprio.

Descontos e benefícios

Quanto maior o poder de compra do franqueador, maior a economia. Um sistema de franquia extenso permite unir a capacidade de compra das várias unidades, tornando um negócio lucrativo para o franqueador.

E sendo um negócio lucrativo, permite diversos descontos e benefícios aos franqueados, que acabam todos sendo beneficiados de alguma maneira.

Conhecimento do negócio

Para obter uma franquia de tecnologia, você não necessariamente necessita ser um mestre da área, ter total conhecimento de T.I. Além do compartilhamento de know-how, há toda uma simplificação do processo para que você entenda seu funcionamento.

É mais sobre saber como funciona do que entender realmente sobre a área de forma abrangente.

Maior concentração em seu negócio

Trabalhar com um modelo de negócios já estabelecido permite tempo para você lidar com outros aspectos interiores de sua empresa: treinamento, construção do espaço, localidade, clientes, entre outras coisas.

Além disso, permite que sua cabeça foque na inovação que pode trazer para a gestão da franquia de tecnologia, como expansão ou otimização da loja.

Acesso aos serviços de um franqueador

Por fim, você conta com todo o auxílio do franqueador e com a disponibilidade de produtos e serviços que ele oferece. Isso é uma segurança que pode não ter com um negócio próprio.

Além disso, caso haja dúvidas sobre a franquia de tecnologia, você pode sanar elas com o franqueador ou até mesmo com outros franqueados.

Sobre o autor

Geyvson Andrade

Geyvson Andrade

CEO da Emconexão Sistemas, Empreendedor, Pós Graduado em Gestão Pública, Jornalista, Bacharelando Direito.

Deixe uma resposta

Navegação