Dicas Empreendedorismo

7 pontos fundamentais para a gestão financeira de pequenas empresas

Geyvson Andrade
Escrito por Geyvson Andrade

Gestão financeira é uma atitude. Nas grandes empresas, há grandes nomes na direção, que são estão constantemente se renovando, pois se trata de algo fundamental. No entanto, de outra parte, é comum em alguns donos de pequenos negócios destinaram um foco maior à oferta de produtos ou serviços, esquecendo paliativamente que o desenvolvimento de estratégia de marketing e o planejamento de uma gestão financeira é indispensável. Por isso, com o objetivo de ajudá-lo a tomar decisões rumo ao sucesso, listamos alguns pontos que você deve valorizar. 

Educação financeira é o primeiro passado?

Quando falamos de educação financeira tratamos de comportamento. É muito comum pessoas que não conseguem ter equilíbrio nas finanças pessoas executarem tarefas voltadas à gestão financeira com dificuldade. Sendo assim, seria interessante começar a se perguntar: estou gastando mais do que ganho? Nesse mês, fecharei o mês em azul ou vermelho? Tenho investido meu dinheiro? E para os que não resistem ao cartão de crédito: você está torcendo para que ela feche? 

E então: está praticando alguma dessas? Cuidado se a resposta correspondeu a mais de uma das perguntas. 

Sua empresa tem uma uma conta bancária apenas dela?

Negócios são negócios. Esta frase jamais esquecerei. E da mesma forma é, quando aplicada às finanças da empresa. Mesmo em uma pequena empresa, é preciso ter cuidado, pois, a longo prazo, o uso do caixa empresarial pode causas muitos prejuízos. Por causa disso, determine uma conta corrente destinada apenas para o empreendimento, que inclusive, pode ser complementada por um cartão de crédito corporativo, que, cabe ponderar, não deve ser substituído por cartão pessoal.

Você sabe quais são os custos do seu empreendimento? 

Não basta apenas dedicar tempo ao cliente ou ao desenvolvimento de estratégias de marketing.  Por isso, dedique momentos para levantar todos os cursos de seu empreendimento durante um período de seis meses ou um ano, entre eles impostos, notas fiscais, fornecedores e materiais de trabalho, além, é claro, da folha de pagamento de funcionários. Após isso, não esqueça de pensar um plano de ação a ser traçado, seja para otimizar as finanças, seja para reduzi-las. 

Você está considerando pagamentos eletrônicos e faturas online como opções?

Quem começou há algum tempo sabe que antigamente o office-boy exercia uma tarefa essencial para a gestão financeira. Com o advento da internet, entretanto, esse fenômeno mudou: hoje podemos fazer pagamentos, cobrar cliente e receber transferências por meio da internet. O internet banking e plataformas como Google Wallet, Paypal e PagSeguro, é preciso ressaltar, servem para amenizar nossas tarefas. 

É importante ter alguém responsável pela gestão financeira de pequenas empresas?

Sabemos que é importante ter alguém com capacidade técnica e objetiva para resolver as questões que envolvem finanças. Desse modo, ter uma pessoa que conheça das ciências contáveis é indispensável para organizar não só as finanças, mas também sugerir uma direção com maestria para o seu sucesso. 

Lucro ou prejuízo? 

Além disso, não podemos ignorar que, comumente, entre donos de pequenos negócios, uma dicotomia: 1) fechar o caixa do dia com dinheiro, significa que obteve-se lucro; 2) fechar o caixa do dia com menos do esperado, significa que obteve-se prejuízo. Mas não estaria aí um erro? Ambos representam uma circunstância clara: o fluxo do caixa não merece atenção? Para evitar situações tais como as descritas, esteja atento ao registro, planejamento e acompanhamento do caixa. 

Custos e redução de empresas, termos e conceitos financeiros?

Lucro é o que determina um negócio financeiramente viável, isso não impomos dúvida. Nesse sentido, estar atento ao fluxo de caixa está diretamente relacionado à nossa êxito, uma vez que quanto mais sabemos sobre as saídas e entradas de dinheiro, mais ficamos alertas aos custos desnecessários, isto é, aqueles que podemos reduzir. 

Por outro lado, hoje em dia, com a dinamicidade do mercado, também faz-se imprescindível ater-se aos termos e aos conceitos financeiros. Pois, familiarizado com os aspectos técnicos, a gestão financeira será corriqueira. Como apontamento inicialmente, sugerimos que  preste atenção ao planejamento de orçamento, tributos; além aderir ao mapeamento do seu negócio, e, feito isso, traçar metas e também objetivos. 

Gostou desse artigo? Para mais informações sobre o mundo dos negócios, continue a acompanhar nosso blog e nos siga nas redes sociais. 

Sobre o autor

Geyvson Andrade

Geyvson Andrade

CEO da Emconexão Sistemas, Empreendedor, Pós Graduado em Gestão Pública, Jornalista, Bacharelando Direito.

Deixe uma resposta

Navegação