Dicas

Como identificar as 10 mentiras nas entrevistas de emprego

Geyvson Andrade
Escrito por Geyvson Andrade

Se sair bem numa entrevista de emprego é geralmente grande coisa para uma pessoa – sendo motivo de bastante ansiedade. Disputar um cargo com outros indivíduos, que você pensa serem melhor qualificados, pode fazer você cometer um erro: mentir.

Qualquer um quer se mostrar com melhores atributos para assumir o cargo, mas utilizar de mentiras é um erro crasso. Acaba sendo um fator negativo, pois algumas mentiras são facilmente deduzíveis e a pessoa acaba mal vista.

Por isso, saiba como identificar as 10 mentiras nas entrevistas de emprego continuando com a leitura do artigo!

As 10 mentiras mais comuns na entrevista de emprego

Afinal, por que mentir na entrevista de emprego? Antes de tudo, mentir é um desvio de caráter que pode ser até condenável no sentido jurídico, um risco para quem busca trabalho.

No entanto, é a principal amostra de insegurança por parte do candidato, que temendo a competência do outro, aumenta a sua. Se trata de uma busca por aceitação forçada, ao invés de valorizar suas reais qualidades.

E algumas dessas mentiras são bem comuns e facilmente reconhecidas.

  1. Onde mora

Localização influencia na obtenção do emprego, já que aí pode ser questionada a disponibilidade e pontualidade do candidato ao serviço. Temendo isso, muitos podem colocar endereço falso para despistar.

Deve ser questionado se o endereço é fixo ou provisório e em quanto tempo ele consegue se apresentar para o serviço diariamente.

  1. Trabalhar numa grande empresa

É natural querer aumentar sua experiência para outro nível, mas falar que trabalhou em uma grande empresa (falsificando registro na carteira) é crime. Se houver falsificação do documento, pode ser tipificado como ato criminal.

Para averiguar a afirmação, a empresa pode contar com uma consultoria especializada para puxar registro do candidato.

  1. Tempo de serviço

Imagine alguém dizer que trabalhou de 2017 até 2018, dando a entender que teve 1 ano na empresa tal. Isso dá um belo up na imagem do candidato, já que ele tem maior experiência.

No entanto, ele trabalhou apenas de novembro do ano até fevereiro do outro, o que confere uma experiência bem menor. Para saber se ele está mentindo (ou omitindo), pergunte sobre mês de início e de fim, contatando também seu último empregador.

  1. Remuneração alta (com bônus) 

Para um candidato, pode não ser suficiente só ter trabalhado em grande empresa ou ter tido muito tempo de experiência. É necessário também dizer que possuía uma alta remuneração, de forma a mostrar seu renome no antigo serviço.

Puxe seus últimos extratos e contate seu ex-empregador para ver se a mentira se mantém.

  1. Motivo da demissão 

Para alguns, ter sido demitido é algo negativo para sua imagem, mesmo que tenha sido por um motivo fora de seus poderes. Para saírem por cima e mostrar profissionalidade, acabam alterando os fatos: eles que se demitiram.

Na entrevista, a mentira pode cair por terra em perguntas sobre o que pode ser melhorado em seu comportamento e problemas com chefe. Também pode contatar o antigo empregador.

  1. Aumentar suas qualidades

Todo candidato quer parecer a melhor opção para o entrevistador, dizendo que são pessoas ativas e de entendimento fácil, boas no trabalho em equipe, etc. Isso é muito bom, principalmente se não for mentira.

Você identifica isso em como ele exercerá seu cargo, mas dá pra verificar isso na entrevista mesmo, através de testes psicológicos.

  1. Fluente em línguas estrangeiras

Ser fluente em línguas estrangeiras é uma das coisas mais requisitadas em um currículo – e isso leva muitas pessoas a mentirem. É importante checar isso através de um teste em algum dos estágios da entrevista (o quanto mais cedo for possível).

  1. Lotado de qualificações

O tópico “cursos e especializações” é uma parte bastante importante para imagem do entrevistado como alguém essencial para o emprego. Por isso, muitos acabam aumentando isso mais do que deveriam, colocando cursos que nunca fez ou concluiu.

É necessário identificar rápido através de perguntas sobre esses cursos, vendo como reage (se ele não o fez ou não concluiu, provavelmente reagirá mal).

  1. Vícios

Fumar ou beber não é algo “negativo” (se não fizer no ambiente de trabalho), mas o vício pode afetar negativamente no emprego. Por isso, é mais uma mentira que o entrevistado pode contar.

É importante ter ideia de como age (ou reage) alguém com vício, pois assim é fácil de identificar.

  1. Problemas de saúde

Ninguém é de ferro, então é natural que algumas pessoas possuam problemas de saúde – e tenham medo de serem consideradas inferiores aos concorrentes por isso. No entanto, mentir é que realmente acaba colocando-o atrás de outros candidatos.

Na entrevista de emprego, podem ser pedidos quaisquer relatórios médicos ou serem feitos exames – então é uma mentira de perna curta.

Sobre o autor

Geyvson Andrade

Geyvson Andrade

CEO da Emconexão Sistemas, Empreendedor, Pós Graduado em Gestão Pública, Jornalista, Bacharelando Direito.

Deixe uma resposta